Archive for fevereiro \21\UTC 2011

Nada a declarar

fevereiro 21, 2011

Ia falar de sexo, mas fico com medo de cair na vulgaridade, então prefiro não me arriscar… Poderia falar de temas atuais, o que amanhã já seria noticia velha… Queria falar de música, mas tem gente que faz isso com muito mais propriedade e bom gosto… Então vou falar do nada.

Como é chato falar de coisas quando não se tem nada a acrescentar… Costurar pensamentos muitas vezes cheio de desconhecimento e senso comum. Então realmente, quem não tem nada para falar, fale de nada.

Sabe quando você está tomando aquela cerveja gelada e alguém quer vir com a discussão sobre o Mubarak, e a primeira coisa que vem na sua cabeça é: nossa li uma frase idêntica na Folha hoje de manhã? Ou quando você já está bem louco e alguém quer discutir a efetividade das cotas sócias/raciais nas universidades, sabendo que a pessoa não mudará de opinião, e sabendo os argumentos que ela usará? Ou quando alguém começa com a história de como o capetalismo é cruel com excluídos…

Gente, existe lugar e hora para tudo na vida, então não queira intelectualizar no bar, porque Ciências Barísticas é legal só quando estamos na faculdade, depois é chato. Ou não, mas para mim é.

Gosto da minha amiga Penélope justamente porque ela pensa assim também.

Agora, vamos falar de nada, não é bem melhor falar sobre nada do que se travar numa conversa que não vai levar a… nada!

 

Anúncios

Apenas Mais Uma De Amor

fevereiro 2, 2011

Queria falar de um “causo” que ando acompanhando, já comento logo inicialmente não é um “causo” meu, porquê se fosse meu eu já tinha falado.

Vejo duas amigas que se gostam… Gostam como a gente gostava quando era criança e jurava que a amizade era eterna.

Aquelas amigas que não se desgrudam, acordam e já pensam uma na outra, e a primeira coisa é perguntar como a outra está.

O cuidado, a saudade e o brilho nos olhos…

Isso não é só amizade.

Dizem que gay sempre quer gayzar todas as relações. Não acho. Só temos a sensibilidade de perceber que algumas relações são homoafetivas e não são homossexuais por puro pudor, preconceito e falta de autoconhecimento… E coragem… Não é fácil assumir para si mesmo que sua melhor “amiga do mundo” é seu grande amor… Mas vamos lá, coragem!

Vocês formariam um belo casal!